Abas e sub Abas

 

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Em ritmo Caliente....


Olá Lady`s....
Comunico que estou a  concorrer ao desafio, da Divulgação de Postagens da Agenda dos Blogs....Necessito portanto do vosso apoio, e vossos comentários, para me classificar....ficam os meus agradecimentos a todos os que me apoiarem.....e se quiserem dar um pézinho ded dança...


Vou apostar na musica ….em ritmo caliente....em ritmo latino....



E começo assim:

Nasci ás 18 horas e 20 minutos do ano de 1963...um ano, que de certa forma terá a sua influência no meu "eu" como ser humano...um ano em que se falava na ida á lua, um ano em que o assassinato de J.F. Kennedy trouxe alterações a nível mundial no comportamento dos jovens.
Entrava-se numa nova era...a loucura do movimento Hippie.
Punha-se em causa a sensatez e a moralidade.
As mulheres atingiam um grau de igualdade e independência. Surge a moda do psicodelismo, uma espécie de Body Painting....
Os jovens criaram um idealismo e uma força de que ainda hoje se fala.
 A insatisfação associada ao LSD, num tempo em a que a liberdade toma grandes proporções, alerta-os para a pobreza, o racismo e a poluição do planeta. Criam as comunidades, e o apelo á paz e amor, ao incenso jóias e roupas orientais, ao Budismo e Taoísmo.
Na musica ouve-se os "Blues" e os Beatles lançam "Love me do".
Estava-se num clima de espiritualidade.
Espiritualidade essa pela qual me sinto atraída...
Nada acontece por acaso, e o meu gosto pelo incenso, costumes indianos e Budistas, as terapias alternativas, o "Reiki", a meditação, acredito que são influência, do meu ano de nascimento...
E desafiando todas as  constelações ,surgem os sentimentos  que estão marcados nos  risos de uma criança cheiros e sabores de infância...
Recordo com saudade o paladar de frutas como a papaia, o maracujá, a manga, e a sensação do fruto a escorrer pelos cantos da boca, o prazer de chupar cana de açúcar, sensações que fazem parte de mim....
Quedas e nódoas negras, dores físicas sentidas mas da qual perdem todo o seu significado ao coloca-las no papel.
Desejos, sonhos perdidos, sonhos realizados, quando me deitava na relva no jardim de minha casa, de olhos fechados sentindo o calor do sol, tendo como companhia os meus pensamentos...sentia-me feliz...

Viver em Africa é uma etapa da minha vida que não esqueço, as paisagens, os sons, os cheiros e até os vários idiomas, uma mistura de “swali” e “zulu”.
As figuras tipicas das tribos,usando rodelas de madeira,espetadas no lábio superior, argolas no nariz, fumando grandes cachimbos de madeira.

Em “Kanimambo”o vestuário tinha uma mistura oriental, usava-se os turbantes na cabeça, e grandes túnicas traçadas em volta do corpo.

As praias paradisíacas,em que nos embrenhávamos durante quilómetros com água límpida e transparente e areia quente e macia, onde os camarões nos vinham morder os pés.

Dançava-se o merengue, o samba e o Yé-yé e o Jive....




As várias mudanças,entre culturas diferentes,por terras de Angola e Moçambique associada a uma energia, agilidade e força, uma personalidade independente que me caracteriza e o habito de ter sempre muitas actividades....que se mantém até aos dias de hoje...

Uma das formas mais belas de uma mulher se sentir sensual é através do seu corpo em movimento...O equilíbrio emocional, tão importante para emagrecer e manter o peso desejado é mais facilmente alcançado e se torna um fator decisivo para conquistar um corpo mais saudável.




 Dançar estimula à circulação do sangue, melhora a capacidade respiratória e queima muitas calorias.
Então porque não fazê-lo com o estilo mais popular o “merengue” que é habitualmente interpretado por um amplo conjunto de instrumentos que inclui vários saxofones, acordeão e trompetes...
O merengue é um tipo de musica e dança na qual um dos pés marca o tempo e o outro é arrastado no chão.
É bastante popular em vários países latinos tais como Porto Rico, Haiti, Venezuela e Colômbia.... É também largamente conhecido em Angola já que a sua origem é Africana e foi levado pelos escravos.....



O mesmo se passa com a “ Salsa”, “Marrabenta”, “Jive” e o “Maxixe”, (nome de uma cidade moçambicana)...e que fazem parte dos ritmos considerados latinos, e que sofreram influências Norte Americanas... Os instrumentos mudaram, mas o ritmo continua inconfundível.
 A dança é muito alegre e contagiante, com passos fáceis mas que quem a dança tem de a sentir vibrar e que permite a cada dançarino se expressar através de seu gingado....
A sensualidade destas danças, de ritmo caliente, não tem o intuito erótico,mas exalta o prazer dos sentidos com requinte e apenas deixa no ar um toque maroto, com uma certa malícia....


Para quem não conhece....escolhi alguns vídeos para que possam apreciar este ritmo, com o qual cresci e me transporta no tempo.....
E para quem não sabe dançar, porque não aprender a Tarraxinha, a dança mais sensual de Africa????
Aqui fica o convite......



Quero agradecer a Magda Moreira, o carinho e rapidez com que fez  a minha carteirinha da "Agenda dos Blogs" para eu poder participar neste concurso....
Se gostou deste artigo....ajuda-me comentando e compartilhando com os teus amigos....
Podes-me seguir em:

Blog link::www.divalikealady.blogspot.com
Facebook::https://www.facebook.com/divaelegantecoimbra?ref=hl
Instagram: @divalikealady
Twitter:@Divalilkealady