Abas e sub Abas

 

sexta-feira, 6 de março de 2015

A felicidade não é um todo....


Falar de felicidade agora que se aproxima o dia da mulher torna-se uma situação pessoal só somos felizes porque já fomos infelizes e não há volta a dar... felicidade é gratidão e todos temos a oportunidade para lutar pelos nossos sonhos para lutarmos pelo aquilo que queremos de nos tornar gratos e as pessoas gratas não só são mais felizes como se sentem mais dispostas a lutar pela justiça por um mundo melhor.
O que nos falta no entanto é persistência....
Nos meus momentos de reflexão procuro saber o que é fundamental para mim e sinto que felicidade e ser feliz não é nenhuma vergonha.
Vivemos numa euforia de alcançar a felicidade, o que está erradamente confundido com prazer...vivemos em busca de algo inalcançavel...
E se dermos realmente valor a aquilo que temos achamos facilmente a felicidade.
A felicidade não é um todo é uma soma de várias coisas que juntas formam uma etapa da nossa vida.
É verdade que muitas vezes nos distanciamos daquilo que na verdade nos faz feliz, o sonho de uma imagem inalcançavel, algo que desejamos e que sabemos que nunca alcançaremos e acabamos por gastar mais energia do que o necessário á procura daquilo que nunca vamos ter e deixamos de valorizar e agradecer as pequenas e grandes conquistas.
Também sei que existem muitos factores externos (família, trabalho, crise desemprego etc) que têm um grande peso sob a nossa felicidade, mas a aceitação de sermos o que somos e agradecermos o que temos é um grande passo, para obtermos a felicidade....
Como mulher, sinto que ainda há muito a fazer...os direitos das mulheres ainda são vergonhosamente atropelados, com situações como violência, maus tratos, e infelizmente tráfico de mulheres....situações a que fechamos os olhos, devido a uma certa impotência face a burocracias e políticas.
Para todas elas, vai o meu sentimento solidário de que talvez um dia, possamos dizer....Sou mulher e sou feliz por o ser.....